Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Moderador: mauromartins

<<

yurifranzoni

Mensagens: 340

Registrado em: Dom Nov 07, 2010 8:18 pm

Localização: Bento Gonçalves - RS

Twitter: @yurifranzoni

Mensagem não lida Ter Mai 27, 2014 2:08 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Bom, meio que ressuscitando o tópico, mas só pra postar algumas novidades sobre este aparelho...
Recebi o mesmo em poucos dias após a compra e fiquei um bom tempo tentando atualizar o software que veio com ele - toda essa demora (quase dois meses) muito por incompetência da minha parte e por falta de tempo para mexer com calma -, até que consegui fazer o que eu queria.
A memória interna, de apenas 2 GB, está com o iGO Primo que veio com ele, só removi a skin customizada (e horrível) da Aquarius. Usei o aplicativo Naviextras Toolbox para atualizar o software original e baixar a última versão dos mapas oficiais, até aí tudo certo. Para navegação por aqui, não notei grandes demoras ou travamentos na navegação, apenas um pouco de demora no recálculo da rota, mas para um aparelho barato não me pareceu nada inaceitável, digamos assim.
Porém, meu objetivo era usar este GPS durante minha viagem cuja partida se aproxima... e nisso tive sucesso. Procurei e encontrei trocentas versões do iGO Primo que se diziam compatíveis com o meu aparelho - a maioria dava um erro de "out of memory", ou seja, não rodava -, até que achei uma versão igual à original, porém sem as travas da Aquarius. Usei um cartão microSD de 2 GB que eu tinha rolando em casa para experimentar. Entre as modificações dessa versão, o iGO Primo veio inclusive com o aplicativo "MapChanger" instalado, que permite que eu alterne entre diversos mapas no próprio aplicativo, mediante reinicialização. Avisos sonoros de radar e etc., tudo funcionando legal.
Procurando, também achei via torrent para baixar os mapas da Europa Q3 2013, relativamente atualizados, que joguei para dentro do cartão SD. Devido à pouca capacidade, eliminei os mapas que vieram com a versão do iGO que estava lá (Brasil, Argentina, etc) e deixei somente os mapas dos países que vou visitar, bem como os POIs e demais dados desses países.
Como ainda não realizei minha viagem, o que só acontecerá a partir da metade de junho, ainda não pude testar in loco o funcionamento do aparelho com essa versão customizada do Primo e os mapas que baixei via torrent; porém, para testar, desliguei a posição do GPS e informei manualmente meu local como Paris, por exemplo, e dali em diante consegui montar todo o roteiro que farei de carro com perfeição - ou ao menos na simulação de navegação, não vi qualquer problema.
Me parece que tem tudo para dar certo - só vou torcer que este aparelho não amarele na hora H :mrgreen:

Quando tiver mais novidades eu posto por aqui para deixar minhas impressões...

Abraços!
MacBook Pro Core i5 2.3 | 8 GB | 120 GB SSD + 1 TB HDD | 13.3" LED
Mac mini Core 2 Duo 2.26 | 6 GB | 500 GB | GeForce 9400M
iPad Mini | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
<<

dflopes

Avatar do usuário

Conselheiro

Mensagens: 9577

Registrado em: Sex Dez 15, 2006 2:10 pm

Localização: Belém-PA

Twitter: @

Gadget: Galaxy S3 - Xoom 2ME

Estado: Pará

Mensagem não lida Ter Mai 27, 2014 3:33 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Yuri, testa na tua cidade mesmo.
Já vai saber como ele se comporta passando por ruas que vc já conhece.
>Eu: Nokia 5120 > Motorola 120t > Nokia 6100+Palm Vx > Clie TJ27 > Treo 680 > Motorola V360 > Htc Kaiser Tilt > Treo 750 > HP iPaq 910c > HTC Tytn II > SE G700 Symbian UIQ > Palm Tx > Samsung Innov8 > Moto Rokr W5 > Nokia N810 > Htc Touch Dual > SE C910 > Tablet Viewsonic VPad7 > SE Satio > Palm Pre Plus > Nokia N8 > Samsung Galaxy S3 > Motorola Xoom 2 ME 8.3" 32Gb > Samsung Galaxy S4 Active ===>Samsung Galaxy K Zoom-mSD64Gb+Palm Clie TG 50-Ms2Gb+Galaxy Note 10.1 + Galaxy Tab 3 7"
> Esposa: Ericsson DH668 > Siemens C60 > Motorola V360 > Samsung i321n > >Mp11 > Moto Rokr W5 > Htc Touch Dual > Iphone 3Gs 16Gb > Iphone 4G 16Gb > Iphone 6 16Gb===>Iphone 6d 64Gb + iPad 2 16Gb
> Nós:Desktop doado/AP WIG-240/KS-330 NAS+FTP+Samba/PS3 Slim 160Gb + Notebook Vaio PCG-9201>CCE JCV-C5>HP Pavillion dv4-1130br>Del XPS m1130>Vaio Yb15AB>Macbook Air Win8>EEE 701+Viliv S5+Dell 3560 SSD128Gb HD500Gb+Asus T100 64Gb-mSD64Gb
<<

yurifranzoni

Mensagens: 340

Registrado em: Dom Nov 07, 2010 8:18 pm

Localização: Bento Gonçalves - RS

Twitter: @yurifranzoni

Mensagem não lida Qui Mai 29, 2014 12:10 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Testei esses dias com os mapas oficiais da Aquarius, que deixei na memória principal. O comportamento foi razoavelmente bom, um pouco demorado para detectar curvas (nada que comprometa, mesmo assim) e um pouco mais demorado para recalcular rota em caso de desvios, mas também nada que desabone o aparelho. A princípio, agradou o suficiente.

Vamos ver nas orópa pois os mapas de lá estão no microSD, bem como a versão do iGO Primo que irá executá-los por lá. Talvez isso torne mais lento do que está, mas até acho que não será o caso. Aguardem os próximos capítulos :mrgreen:

Abraços
MacBook Pro Core i5 2.3 | 8 GB | 120 GB SSD + 1 TB HDD | 13.3" LED
Mac mini Core 2 Duo 2.26 | 6 GB | 500 GB | GeForce 9400M
iPad Mini | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
<<

yurifranzoni

Mensagens: 340

Registrado em: Dom Nov 07, 2010 8:18 pm

Localização: Bento Gonçalves - RS

Twitter: @yurifranzoni

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 12:55 am

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Opa, agora que vi que postei aqui toda essa novela e não retornei para dizer como foi o desempenho do troço...

Bom, eu e a patroa fomos pras nossas férias, ficamos quase 20 dias entre oito países diferentes, tendo atravessado sete deles em um Opel Astra alugado, rodando 3871 km nesse percurso em nove dias. O carro até tinha GPS integrado no painel, com direito a instruções em português do Manoel, mas já quebraria um belo galho... se os mapas incluídos não contivessem somente as auto-estradas por onde passamos. Chegava a ser engraçado ligar o carro no centro de Paris e aparecer o aviso "Fora da estrada!"... Então, o tal do Aquarius foi imprescindível nesse momento, sem ele não teria dado para fazer NADA, a não ser comprar um GPS por lá mesmo.

Como o aparelho se comportou? Muito bem, surpreendentemente bem, na verdade melhor do que eu esperava. Praticamente todos os endereços que coloquei estavam com uma precisão bem legal - sinal que os mapas estavam adequados à minha necessidade - mas o mais importante, o desempenho do bicho não comprometeu a viagem.

Pontos a reclamar... na hora que tinha que recalcular um trajeto, dependendo de onde estávamos, o recálculo era meio pesado - especialmente dentro de cidades grandes com o carro em movimento, ou com algum trajeto definido com quilometragem muito grande. Nessas horas, era melhor parar o carro em algum lugar e esperar a joinha se encontrar... mas não foram muitas vezes que isso aconteceu. Além disso, na hora que o iGo detectava uma diminuição súbita da velocidade de cruzeiro, ele entendia como um "potencial congestionamento" - e muitas vezes era isso mesmo, pois pegamos muitas obras nas auto-estradas, em quase todos os países. Nesses momentos o iGo sugeria trajetos alternativos, que experimentei em três ocasiões para ver se valia a pena. Nas três eu me quebrei, ou o desvio indicado estava incorreto, ou estava ainda mais congestionado, ou dava tanta volta que era vantajoso ficar no congestionamento da auto-estrada. Mas isso também faz parte do jogo.

De resto, a telinha capacitiva do Aquarius não chegou a comprometer, pois tomei o cuidado de programar todos os trajetos de antemão, sem precisar interagir muito com o GPS dentro do carro. Além disso, posicionei o mesmo de tal forma no painel que não tive problemas com o brilho do sol ou algo do tipo. Pelo preço que esse aparelho custou, foi um ótimo negócio, isso sim!

Praticamente todos os dias em que pegamos a estrada, algum imprevisto aparecia - congestionamentos na estrada (muitos, principalmente na Alemanha, devido a obras nas autobahnen), desvios de rota, entradas incorretas, rotatórias que existem mas não no mapa (e vice-versa)... mas no geral, o aparelho não deixou a gente na mão. Teve um local na Itália, próximo a Maranello, que o bicho insistia em não entender aonde eu estava indo - e eu estava numa estrada secundária, com limite de 90 km/h e em linha RETA, sem qualquer cruzamento ou saída possível naquele trecho -, mas acho que era o mapa daquela região que poderia estar inconsistente.

O único momento em que ele não ajudou (nem um pouco) foi causado muito por imperícia minha e, depois fui descobrir, também pelo mapa desatualizado naquela região, que fez o aparelho indicar um caminho que não dava mais para fazer. Aconteceu no dia em que acordamos em Stuttgart e nosso plano era dormir em Munique, relativamente perto (+/- 220 km de autobahn).

Porém, nós quisemos fazer um caminho completamente esdrúxulo para aproveitar nosso dia - saímos de Stuttgart a Baden-Baden (no início da chamada Schwarzwald, a Floresta Negra), chegamos então a Freudenstadt, e rumamos à Suíça, para passear por Zurique. De lá, passamos por Vaduz, capital do principado de Liechtenstein e seguimos adiante de volta à Alemanha. Nossa ideia era passar por Bregenz, na Áustria, e por Lindau, já na Alemanha, mas acabamos nos enrolando durante todo o caminho, de maneira que saímos de Liechtenstein quase às dez da noite. Então, resolvemos pular estas últimas duas cidades e rumar direto a Munique, onde tínhamos reserva.

A minha imperícia: esqueci de tirar Bregenz e Lindau do roteiro programado no GPS... quando passei pela entrada de Bregenz, ele ficava o tempo todo recalculando para eu voltar para lá. Burrice minha, corrigi e parou de incomodar. Porém, logo depois (coisa de 10 km adiante), tinha uma obra no meio da autobahn que nos obrigou a deixar a auto-estrada. Aí começou o mapa desatualizado ou algo assim: indiquei naquele ponto da rodovia como um bloqueio, para ele recalcular desviando aquele lugar, e ele me deu um caminho esdrúxulo, quase me mandou voltar à Áustria e refazer tudo de volta... ao mesmo local de onde saímos. Nessa brincadeira, foram uns 35 km rodados a esmo.

Bom, quando vi que o GPS queria nos deixar na mão, paramos na cidade ao lado daquele local, jantamos e o primeiro veículo que me parecesse uma boa "carona", eu ia seguir. Dito e feito: dali a pouco passou uma van Ford Transit da SIXT, uma locadora de veículos europeia. Resolvi arriscar, segui a van e deu certo, fomos parar do outro lado das obras da autobahn, após uns 20 km rodados por dentro da tal cidade onde paramos para jantar. Sem o GPS eu não ia achar nunca... e sem aquela van, menos ainda. Dali em diante, o GPS voltou ao funcionamento normal e só alegria - a não ser pelo cansaço, foram 740 km em um dia, chegamos às 1:15 da manhã no hotel que fechava às 23:00... enfim, tudo faz parte do jogo.

Em resumo: a viagem foi ótima, o GPS foi nota 9/10 e valeu MUITO a pena a aquisição. É só ter paciência com ele... hehe

Abraços
MacBook Pro Core i5 2.3 | 8 GB | 120 GB SSD + 1 TB HDD | 13.3" LED
Mac mini Core 2 Duo 2.26 | 6 GB | 500 GB | GeForce 9400M
iPad Mini | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
<<

dflopes

Avatar do usuário

Conselheiro

Mensagens: 9577

Registrado em: Sex Dez 15, 2006 2:10 pm

Localização: Belém-PA

Twitter: @

Gadget: Galaxy S3 - Xoom 2ME

Estado: Pará

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 7:16 am

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Yuri,
Onde conseguiu os mapas europeus? Tenho um gps Orange (xing-ling) que aceita Garmin e iGo. Sou usuário de longa data do Garmin por aceitar os mapas do projeto Tracksource, mas pro exterior, encontro poucos mapas.

E seria abuso demais saber seu roteiro, incluindo hoteis? Foi só europa central (Alemanha, Áustria, Suíça, etc)? Quero fazer esse roteiro em 2017 e já queria iniciar o planejamento (passagens, hotéis, alimentação pras crianças, clima ameno, etc).
Meu plano inicial é descer em Portugal (pra visitar parentes), seguir pra Espanha, oeste da França, Inglaterra, norte da França, Bélgica, Holanda e Alemanha, Leste e sul da França, de novo Espanha e termina em Portugal. Com crianças, o planejamento das paradas pra descanso e alimentação são primordiais.

enviado do S4 à 10.000 léguas submarinas!
>Eu: Nokia 5120 > Motorola 120t > Nokia 6100+Palm Vx > Clie TJ27 > Treo 680 > Motorola V360 > Htc Kaiser Tilt > Treo 750 > HP iPaq 910c > HTC Tytn II > SE G700 Symbian UIQ > Palm Tx > Samsung Innov8 > Moto Rokr W5 > Nokia N810 > Htc Touch Dual > SE C910 > Tablet Viewsonic VPad7 > SE Satio > Palm Pre Plus > Nokia N8 > Samsung Galaxy S3 > Motorola Xoom 2 ME 8.3" 32Gb > Samsung Galaxy S4 Active ===>Samsung Galaxy K Zoom-mSD64Gb+Palm Clie TG 50-Ms2Gb+Galaxy Note 10.1 + Galaxy Tab 3 7"
> Esposa: Ericsson DH668 > Siemens C60 > Motorola V360 > Samsung i321n > >Mp11 > Moto Rokr W5 > Htc Touch Dual > Iphone 3Gs 16Gb > Iphone 4G 16Gb > Iphone 6 16Gb===>Iphone 6d 64Gb + iPad 2 16Gb
> Nós:Desktop doado/AP WIG-240/KS-330 NAS+FTP+Samba/PS3 Slim 160Gb + Notebook Vaio PCG-9201>CCE JCV-C5>HP Pavillion dv4-1130br>Del XPS m1130>Vaio Yb15AB>Macbook Air Win8>EEE 701+Viliv S5+Dell 3560 SSD128Gb HD500Gb+Asus T100 64Gb-mSD64Gb
<<

yurifranzoni

Mensagens: 340

Registrado em: Dom Nov 07, 2010 8:18 pm

Localização: Bento Gonçalves - RS

Twitter: @yurifranzoni

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 9:59 am

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Fala amigo, vou te responder por partes :mrgreen:

dflopes escreveu:Yuri,
Onde conseguiu os mapas europeus? Tenho um gps Orange (xing-ling) que aceita Garmin e iGo. Sou usuário de longa data do Garmin por aceitar os mapas do projeto Tracksource, mas pro exterior, encontro poucos mapas.


Mapas europeus? Consegui via bittorrent :banana-dance:

Na verdade, não foi tão fácil assim. Eu consegui uma penca de downloads no pirate bay e outros sites tipo "Atual GPS" da vida e alguns mais obscuros, e fui baixando na base da tentativa e erro. Como tenho internet 3G+ em casa, imagine a agonia até achar os arquivos certos... até que um dia eu achei para download um conjunto chamado "iGO R3 HERE 2013.Q3 Europe". Pensei com meus botões: terceiro trimestre do ano passado tá de bom tamanho... foram cerca de 4 GB de download mas funcionaram como um relógio!

Depois dos mapas, o problema foi fazer o Aquarius ali aceitar esses arquivos sem reinar com licenciamento. Para isso, tive que apanhar mais um pouco com trocentos downloads do iGo Primo e do tal "Mobilenavigator" da própria Aquarius - que nada mais é que um Primo modificado e com uma skin -, passei por versões que nem inicializavam no aparelho (dando erro de out of memory ou algo assim no Windows CE), até achar uma versão hackeada desse mesmo Mobilenavigator, mas com o MapChanger instalado e aceitando qualquer mapa.

Uma vez encontrada a versão correta e com os mapas na mão, larguei tudo num cartão Micro SD, configurei o Aquarius para buscar o GPS do cartão ao invés da memória interna e foi só alegria.

Se quiser, posso tentar disponibilizar os mapas em algum lugar para vc baixar. Tenho eles aqui, seria questão de zipar e fazer upload para algum serviço. Qualquer coisa me avise!

dflopes escreveu:E seria abuso demais saber seu roteiro, incluindo hoteis? Foi só europa central (Alemanha, Áustria, Suíça, etc)? Quero fazer esse roteiro em 2017 e já queria iniciar o planejamento (passagens, hotéis, alimentação pras crianças, clima ameno, etc).
Meu plano inicial é descer em Portugal (pra visitar parentes), seguir pra Espanha, oeste da França, Inglaterra, norte da França, Bélgica, Holanda e Alemanha, Leste e sul da França, de novo Espanha e termina em Portugal. Com crianças, o planejamento das paradas pra descanso e alimentação são primordiais.

enviado do S4 à 10.000 léguas submarinas!


O roteiro... ah, o roteiro... vai me bater a depressão de ter voltado pra casa kkk... o relato é longo, viu?

Bom, a gente saiu de Porto Alegre em direção a Londres, com escala em Lisboa, sempre voando TAP - pois saem vôos direto do RS para a Europa, facilita bastante pra gente. Chegamos no aeroporto de Heathrow lá pelas 18h de uma quarta-feira e pegamos uma fila quilométrica na imigração - quase duas horas na espera rodeado por gente de tudo que é canto: (mais) brasileiros, castelhanos, orientais (muitos deles), americanos, canadenses... para depois enfrentar uma sabatina de uns 20 minutos até convencer o cara do guichê que éramos apenas turistas. Primeiro aprendizado: para nós, brasileiros, entrar na Europa é muitíssimo mais fácil via Portugal do que pela Inglaterra. Em Lisboa, quando passamos pelo controle de passaportes, o processo foi igual ao do Brasil na volta, em menos de dois minutos estávamos de passaporte carimbado e dentro do país.

Vou dividir por cidade para facilitar:

1 - Londres: nos hospedamos no Tune Hotel King's Cross, que fica muito (mas muito mesmo) perto da estação de metrô King's Cross (dã!) e da estação ferroviária St. Pancras, de onde saem e chegam os trens internacionais do Eurotúnel, por exemplo. Isso facilitou bastante nossa vida pois do hotel ao metrô eram uns cinco minutos de caminhada, e a estação King's Cross dá acesso a nada menos que cinco linhas do Underground. Portanto... ajudou bastante para quem ainda estava a pé.

Já o hotel em si, bem, prédio antigo mas totalmente reformado, mas com quartos microscópicos - minúsculos seria exagerar no tamanho. Era um troço que a cama de casal atravessava o quarto sem deixar espaço para caminhar na frente dela... ou então, se a gente abria a porta do quarto, não tinha lugar para abrir as malas, se abria as malas, tinha que ficar dentro do banheiro ou em cima da cama... claustrofóbico o troço. A equipe foi relativamente cordial - mas muito fria, indiferente, sabe? - e não tinha café da manhã, nada. Até o serviço de quarto, se quisesse diariamente, teria que pagar à parte (o incluído é a limpeza do quarto a cada 3 dias)... mas pro nosso propósito, que era conhecer a cidade a pé e só voltar pro quarto para tomar banho e dormir, quebrou bem o galho.
E nem foi tão barato assim não - tudo em Londres, aliás, é caro pra dedéu, ainda mais com a libra esterlina valendo 4x1 contra o real. Mas a cidade vale muito a visita.

De Londres, pegamos nossas trouxas e tomamos um trem para Paris via Eurotúnel. Cerca de duas horas e meia de viagem depois, chegamos à cidade-luz. Se precisar, as passagens eu comprei com uns seis meses de antecedência e assim garanti um belo desconto pra gente através do site http://www.raileurope.com

2 - Paris: ficamos no Hôtel Montpensier, que fica a menos de 5 minutos de caminhada do Museu do Louvre e próximo a duas estações de metrô. Novamente, nosso foco era um hotel que permitisse rápido acesso ao que interessa na cidade, ou seja, banho e cama e era isso. Esse hotel é BEM antigo, com um elevador que promove a aproximação entre as pessoas - mal cabe uma pessoa dentro, duas então tem que ir abraçadas! Além disso, o quarto era velho também, banheiro com cortina no chuveiro, tv de 14"... Porém, a proximidade ao Louvre e ao metrô fez toda a diferença, pois pudemos conhecer a cidade inteira a pé deixando pouca coisa de fora. Tomávamos café na rua, almoçávamos onde quer que estivéssemos e ainda comprávamos nossa janta nos mercadinhos próximos ao hotel (tinha pelo menos três) e comíamos no quarto mesmo :D

Em outras palavras: trocamos conforto pela praticidade - e valeu a pena também. Se quiser mais dicas sobre isso me avise que passo o que puder, pois Paris é do baralho e merece ser visitada com calma!

Na nossa última manhã em Paris, retiramos o carro que alugamos e seguimos viagem. Fiz a reserva do carro na Europcar (http://www.europcar.pt), indicando o local de retirada (Paris) e de devolução (Roma), bem como as datas desejadas. Selecionei, na ocasião, um veículo "médio" (tipo Golf, A3, BMW série 1, Seat Leon...), câmbio manual, gasolina e sem GPS (por motivos óbvios). Chegou na hora, como eu optei por retirar o carro numa estação ferroviária (a estação Paris Invalides), a disponibilidade de veículos da locadora naquele ponto era pequena. Resultado: não tinha nenhum veículo da classe que eu aluguei :angry-banghead:

Daí tive duas opções: ou eu pegava um veículo maior pelo mesmo custo - em outras palavras, um Mercedes Classe C, BMW série 3, Audi A4 ou assemelhados - ou pegava um veículo de classe inferior mas mais equipado (Focus, Megane, Astra, etc.). Pensei na km que tinha pela frente e no preço (alto) da gasolina na Europa, além do fato de passar pela Alemanha e suas autobahnen, com trechos sem limite de velocidade... e percebi que eu ia tomar uma carcada com as despesas se optasse por um carro (ainda) maior do que aquele que reservei - apesar de que estaríamos muito bem servidos para toda a jornada... Então, optei por descer um degrau, e me deram um Opel Astra 1.6 CDTI - turbodiesel! Valeu a pena, pois o carro nem era tããão inferior a um Golf ou Focus, por exemplo, e por ser a diesel, economizei uma baita grana em combustível.

De Paris, saímos rumo a Bruges, na Bélgica.

3 - Bruges: ficamos no Hotel Ter Reien, que fica muitíssimo bem localizado, perto do centro histórico da cidade e encostado em um dos vários canais. Bruges é um lugar lindo de doer, muito bacana mesmo, e o hotel foi excelente - finalmente um que eu posso dizer isso! - tanto no atendimento, quanto na qualidade do quarto. Em contraste com Londres, o quarto desse hotel era gigantesco, do tamanho de muito apê de 2 quartos Minha Casa Minha Dívida. Fora que nossa janela tinha uma vista espetacular, o lugar era tranquilo, enfim, foi excelente a estadia por lá.

De Bruges, saímos para a Holanda. Primeiro passamos em Gent, para conhecer a cidade - muito bonita, por sinal -, depois cruzamos Bruxelas (não vale a pena a não ser que vc tenha tempo para ficar e conhecer direito a cidade) pegando um baita congestionamento para entrar e outro para sair - perdemos umas três horas nessa brincadeira. Já na Holanda, passamos por dentro de Rotterdam (cidade muito bonita também) e chegamos a Amsterdam.

4 - Amsterdam: ficamos no Hotel Restaurant Larende. Fomos muito bem atendidos pelo pessoal, o hotel é um prédio antigo mas os quartos são totalmente novos, tudo reformado e em ótimo estado. Outro excelente hotel, bem localizado, relativamente barato e com direito a um restaurante ótimo no térreo. Recomendo também!

Quanto à cidade, procure visitá-la a pé ou de bicicleta, tram (esse é o nome do bonde deles)... mas não vá de carro... é caríssimo para estacionar em qualquer lugar de lá (caríssimo mesmo, dependendo do lugar, vc paga 5 euros por HORA ao parquímetro para deixar o carro na rua). Além disso, o trânsito é uma bagunça gigantesca, foi um dos poucos lugares que fiquei na tensão de dirigir (e não imaginava isso, o outro foi Roma, mas lá eu sabia que seria complicado também). Mas a cidade é um show à parte.

Daqui saímos para a Alemanha. Passamos por Colônia para conhecer a catedral e o centro histórico - ambos lindíssimos mas você pode pegar um baita congestionamento pra entrar, perdemos mais de duas horas para entrar na cidade! Depois, seguimos viagem para Stuttgart - nem cogitamos entrar em Frankfurt pois a cidade é gigantesca e certamente o trânsito iria nos fazer perder mais umas horas de viagem.

5 - Stuttgart: pernoitamos no ibis budget Stuttgart City Nord, um hotel da rede Accor, barato (na real, foi o mais barato da viagem inteira), novo, com um quarto super prático e bem dividido, foi uma grata surpresa. Esse eu reservei direto no site da Accor Hotels.

Dia seguinte, saímos do hotel direto ao Porsche Museum e de lá, cruzamos o roteiro da Schwarzwald (Floresta Negra), que começa em Baden-Baden e, entre outros caminhos possíveis, termina em Freudenstadt. Vale o passeio nem tanto pela Floresta - que é um trajeto muito bonito também, claro - mas por passar por trocentas cidades minúsculas do interior do país. Muito legal mesmo. Seguimos adiante em direção à Suíça, passando por dentro de Zurique e indo em direção a Vaduz, capital do principado de Liechtenstein. Como vc deve imaginar, pobreza é algo que não se vê nessa região (e isso faz pensar bastante pois na Itália a coisa é bem diferente). Vale a visita, tudo muito bonito, castelos, beleza natural, os alpes... demais.

Dali, continuamos em direção a Munique (passando pelo perrengue que relatei antes).

6 - Munique: ficamos um dia a mais por aqui e deveríamos ter ficado ainda mais. Ficamos no Hotel Laimer Hof, de administração familiar. Uma casa grande e antiga, com muitos quartos, extremamente organizada, onde fomos muito bem atendidos e tivemos uma ótima estadia. O hotel é bem localizado, perto do Hirschgarten e do Palácio de Nymphenburg, e para conhecer o resto é só usar o transporte público ou até o carro - o trânsito por lá não me pareceu tão complicado, mas estivemos em um fim de semana, então não posso dar certeza.

Saímos de Munique e passamos em Dachau para conhecer o memorial da segunda guerra mundial erguido onde ficava o primeiro campo de concentração nazista. Troço triste demais, serve pra fazer a gente refletir... vale a visita para quem tem estômago. Depois, passamos por Fussen e Schwangau - onde tem o Castelo de Neuschwanstein, o chamado "castelo da Cinderela" - e seguimos adiante para a Áustria. Foi um dos caminhos mais bonitos que vimos em todo o percurso, a região do Tirol austríaco é inacreditavelmente bonita.

7 - Innsbruck (Áustria): paramos no Basic Hotel Innsbruck, que de básico não tem nada. O hotel era ótimo, foi talvez o melhor de toda a nossa viagem, bem localizado, quarto espaçoso, NOVO, com um chuveiro pra lá de bom (importante pois é uma cidade muito fria). O hotel fica no centro da cidade e a vista de dentro dele não diz muita coisa (cidade...), mas basta sair à rua, uma quadra atrás do hotel, você chega ao rio Inn e conhece o cartão-postal da cidade e talvez da própria região do Tirol: a vista da ponte da cidade (Inn = nome do rio, bruck = ponte --> Innsbruck), cruzando o rio Inn, com as casas incrustadas nos alpes ao fundo. Tem que ver para entender, é um troço de cinema.

Dali, saímos em direção à Itália. O caminho que escolhemos foi certamente o mais bonito de toda nossa viagem - superou a Áustria. Passamos pelo parque nacional do Stelvio, fazendo o roteiro conhecido como Passo dello Stelvio. Não tenho palavras para descrever esse lugar, pra quem gosta de dirigir é inacreditável. Procure no Google Images por esse nome e você vai me entender...

Almoçamos por lá, rumamos a Veneza, onde chegamos no fim do dia.

8 - Veneza: ficamos no Hotel Abbazia. Esse hotel é um antigo mosteiro, localizado ao lado da estação ferroviária da cidade, ou seja, bem localizado. Excelente também, fomos muito bem atendidos, o quarto era bem espaçoso apesar do chuveiro meia-boca, e o café da manhã era MUITO bom mesmo, com direito a um jardim externo nas dependências do hotel.

Porém, para chegar a Veneza de carro, prepare o bolso: pagamos 26 euros por dia para deixar o carro num estacionamento do lado de fora da ilha, pois carros não entram na cidade histórica. E o carro ficou exposto ao tempo, pois o estacionamento tava cheio. Uma facada dolorida, em resumo.

De Veneza, fomos em direção a Bolonha para passar por Sant'Agata Bolognese - terra da Lamborghini - e por Maranello - terra da Ferrari. Ao fim do dia estávamos em Pisa.

9 - Pisa: nossa parada foi na Pensione Helvetica, uma pensão (jura?) bem antiga, sem elevador, mas com um quarto decente, relativamente espaçoso e bem localizado. Em Pisa, novamente, é complicado circular de carro, tivemos de deixar o Astra num estacionamento fora do centro histórico, na rua mesmo, a uns 10 min de caminhada do hotel.

Depois de Pisa, fomos conhecer o Parco Nazionale delle Cinque Terre - outro lugar fantástico, são cinco povoados na encosta do Mediterrâneo interligados por ferrovia. Procure também no Google Images, é outro negócio de cinema.

Chegamos então a Florença...

10 - Florença: ... onde dormimos no Hotel Crocini. Também este um hotel antigo, mas bem grande, muito bem localizado, com estacionamento nos fundos (pago à parte), café da manhã, quartos grandes e ótimo atendimento. Florença é outra cidade que vale ficar um dia ou dois a mais, pois é grande e tem muito o que se ver.

Finalmente, saímos em direção a Roma.

11 - Roma: nos hospedamos no Hotel Taormina, um hotel mais ou menos antigo, mas com quartos grandes, bom atendimento e relativamente bem localizado.

Digo relativamente pois fica próximo do Termini (terminal ferroviário, de metrô e de ônibus da capital), facilitando o deslocamento, e principalmente porque era próximo do local onde eu tinha de devolver o carro alugado. Porém, é uma região de orientais - muitos estabelecimentos tinham vitrines em chinês, coreano, sei lá o que era aquilo, e à noite a gente via muita movimentação estranha nas ruas, não dava lá uma grande sensação de segurança não. Mas não tivemos qualquer problema (de fato, em lugar nenhum da viagem tivemos imprevistos desse tipo).

Então, esse é um bom ponto de partida para o resto da cidade: fica a 30 minutos de caminhada até o Coliseu e o Fórum Romano. Além de que dá pra ir e voltar de lá usando como ponto de referência o Termini.

De Roma, partimos de volta ao Brasil fazendo uma nova escala em Lisboa.

UFA! Até eu cansei de escrever, imagino vcs que vão ler (vcs vão ler né??)... mas o roteiro foi esse, foram férias maravilhosas e só voltamos porque acabou o dinheiro ops, porque nossa vida é por aqui mesmo.

Espero ter ajudado e se quiser alguma dica dessas cidades, alguma outra informação q eu possa ajudar, estamos aí.

Abraço!
MacBook Pro Core i5 2.3 | 8 GB | 120 GB SSD + 1 TB HDD | 13.3" LED
Mac mini Core 2 Duo 2.26 | 6 GB | 500 GB | GeForce 9400M
iPad Mini | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
<<

dflopes

Avatar do usuário

Conselheiro

Mensagens: 9577

Registrado em: Sex Dez 15, 2006 2:10 pm

Localização: Belém-PA

Twitter: @

Gadget: Galaxy S3 - Xoom 2ME

Estado: Pará

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 11:43 am

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Eu li tudo. :lol:
Obrigado pela paciência em escrever tudo, mas sei a alegria e satisfação de uma viagem como essa provoca e ficamos com vontade de partilhar tudo que vimos.
Mas tem a depressão que causa quando voltamos. Não por ser o Brasil, terra que nasci e gosto muito, mas pela falta de educação, corrupção e infra-estrutura, mesmo pagando MUITO imposto.

Algumas dúvidas:
- Carro em cidade grande é inviável (trânsito, estacionamento, perda de tempo), então é bom procurar hotéis sempre com estacionamento e próximos ao metrô?
- Fica mais caro pegar o carro numa cidade e devolver em outra?
- Entre os euro-paises, tem controle de imigração? Minha esposa só tem o passaporte brasileiro e precisaria saber se é necessário visto pra entrar na Espanha, Inglaterra, França e Alemanha, mesmo via terrestre (carro).
- Os hotéis tinham frigobar e micro-ondas?
- Aceita cartão de creédito em TODOS os lugares?
- Seria possível usar o mesmo chip de celular em todos os paises viajados? Tipo a Vodafone?

Obrigado mais uma vez...
>Eu: Nokia 5120 > Motorola 120t > Nokia 6100+Palm Vx > Clie TJ27 > Treo 680 > Motorola V360 > Htc Kaiser Tilt > Treo 750 > HP iPaq 910c > HTC Tytn II > SE G700 Symbian UIQ > Palm Tx > Samsung Innov8 > Moto Rokr W5 > Nokia N810 > Htc Touch Dual > SE C910 > Tablet Viewsonic VPad7 > SE Satio > Palm Pre Plus > Nokia N8 > Samsung Galaxy S3 > Motorola Xoom 2 ME 8.3" 32Gb > Samsung Galaxy S4 Active ===>Samsung Galaxy K Zoom-mSD64Gb+Palm Clie TG 50-Ms2Gb+Galaxy Note 10.1 + Galaxy Tab 3 7"
> Esposa: Ericsson DH668 > Siemens C60 > Motorola V360 > Samsung i321n > >Mp11 > Moto Rokr W5 > Htc Touch Dual > Iphone 3Gs 16Gb > Iphone 4G 16Gb > Iphone 6 16Gb===>Iphone 6d 64Gb + iPad 2 16Gb
> Nós:Desktop doado/AP WIG-240/KS-330 NAS+FTP+Samba/PS3 Slim 160Gb + Notebook Vaio PCG-9201>CCE JCV-C5>HP Pavillion dv4-1130br>Del XPS m1130>Vaio Yb15AB>Macbook Air Win8>EEE 701+Viliv S5+Dell 3560 SSD128Gb HD500Gb+Asus T100 64Gb-mSD64Gb
<<

yurifranzoni

Mensagens: 340

Registrado em: Dom Nov 07, 2010 8:18 pm

Localização: Bento Gonçalves - RS

Twitter: @yurifranzoni

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 1:35 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

dflopes escreveu:Eu li tudo. :lol:

Ainda bem... tava preocupado que não teria adiantado nada ter escrito tudo aquilo, mas se prepare que lá vem mais um monólogo, kkkkk

dflopes escreveu:Obrigado pela paciência em escrever tudo, mas sei a alegria e satisfação de uma viagem como essa provoca e ficamos com vontade de partilhar tudo que vimos.
Mas tem a depressão que causa quando voltamos. Não por ser o Brasil, terra que nasci e gosto muito, mas pela falta de educação, corrupção e infra-estrutura, mesmo pagando MUITO imposto.

Sabe que no meu caso nem é por isso? Se for por corrupção, na Itália a coisa é tão suja quanto aqui, pode ter certeza. Só que lá não tem uma Rede Globo para mostrar somente o que lhes convém, mas isso é outra conversa... hehe...
E quanto à falta de infra-estrutura e pagamento de muito imposto, concordo parcialmente contigo: aqui falta muita infra-estrutura sim, pois chegar ao nível europeu é trabalho de décadas, gerações inteiras, enquanto que nós ainda estamos penando, depois de 20 e tantos anos de ditadura, mais todas as turbulências que enfrentamos desde a redemocratização e continuamos até hoje... vai longe, viu... mas quanto a pagar imposto, acho relativo, pois lá eles também pagam bastante, até para conseguir manter o que eles têm. A diferença está na renda (muito maior), que faz com que os impostos "estuprem" menos o cidadão mediano, e principalmente na forma de cobrança, que me parece muito mais eficiente por lá do que por aqui. Mas isso também é outra conversa... :mrgreen:

dflopes escreveu:Algumas dúvidas:
Vamos lá :)

dflopes escreveu:- Carro em cidade grande é inviável (trânsito, estacionamento, perda de tempo), então é bom procurar hotéis sempre com estacionamento e próximos ao metrô?

Na minha opinião, é exatamente isso. Muitas vezes vale a pena abrir mão de um pouco de conforto e aconchego no hotel em troca de praticidade - afinal, dificilmente vc vai para a Europa para ficar em um spa, curtindo as benesses de um hotel confortável, vc vai querer passear, sair, caminhar, conhecer, respirar o lugar, não é? Fora que, na minha opinião, não tem maneira melhor de conhecer uma cidade ou um lugar que não seja a pé (ou de bike, onde possível - Amsterdam é um exemplo disso, de bike rende bem mais).
De maneira geral, o transporte público é muito bom em tudo que é lugar - a exceção é Roma, onde a única coisa que vi funcionar direito foi o metrô, que tem poucas linhas e ainda assim com algum atraso nos horários de chegada dos trens.
O ruim do metrô (em qualquer lugar) é que você não vê NADA no caminho, é claro, mas compensa pq é muito prático. A gente pegava o metrô para ir ao local inicial do passeio do dia e tentava voltar o máximo a pé, ou de ônibus se fosse prático. Em Roma, por exemplo, nós fomos do hotel à Cidade do Vaticano de metrô e voltamos todo o caminho (ou quase todo) a pé. Foi uma p**a caminhada mas valeu a pena, foi uma forma maravilhosa de conhecer a cidade.
Quanto ao estacionamento no hotel, a maioria não costuma oferecer estacionamento próprio, mas tem algum tipo de convênio ou desconto nos estacionamentos próximos. Mesmo assim, separe uma grana para isso, pois invariavelmente será uma mordida.

dflopes escreveu:- Fica mais caro pegar o carro numa cidade e devolver em outra?

Infelizmente, fica sim. O aluguel do carro que pegamos custou, no total, quase 660 euros. Destes, foram uns 320 euros de diárias, uns poucos pilas de VAT (value added tax, o imposto de quase tudo que é lugar da Europa - lembra que eu disse que a cobrança lá é mais eficiente?) e 300 euros - sim, TREZENTOS - pelo "one-way", a taxa de entrega em local diferente da retirada. Foi pesado... mas valeu a pena, pois o que iríamos gastar de transporte (trem ou avião) seria perto disso, ou seja, a diferença de gasto ficou no combustível e (descobrimos na prática) nos pedágios e estacionamentos... mas valeu pela praticidade, poder parar onde der na telha para comer, bater uma foto, descansar, curtir... sem ter horário para entrar no trem... vale o quanto custa!

dflopes escreveu:- Entre os euro-paises, tem controle de imigração? Minha esposa só tem o passaporte brasileiro e precisaria saber se é necessário visto pra entrar na Espanha, Inglaterra, França e Alemanha, mesmo via terrestre (carro).

Não sei te dizer sobre a Espanha, que tem fama de ser xarope com os brasileiros, mas de maneira geral, uma vez dentro da Europa, as fronteiras são quase transparentes.
Na Inglaterra, eles não pedem visto mas são bem rigorosos... No aeroporto de Heathrow, em Londres, como relatei antes, foi bem chato pra entrar - o funcionário da imigração usava turbante, tinha barba e bigode (devia ser descendente de árabe, até pelo sotaque que ele tinha) e eu passando pela inquisição, vai ver eu tenho cara de terrorista, kkk... brincadeira, nada contra a comunidade árabe.
Mas depois de aprovada a entrada na Inglaterra, tudo foi bem mais simples. No dia em que fomos pegar o trem para Paris, a conferência do passaporte foi feita ainda na estação St. Pancras, mas o guichê de imigração que passamos foi da França. Não fizeram uma única pergunta, olharam nosso passaporte brasileiro, olharam pra nossa cara, carimbaram e "bon voyage".
Depois disso, pegamos o carro e só precisamos voltar a mostrar nosso passaporte na fronteira com a Suíça. Nesse país, assim como na Áustria, você precisa ter um adesivo ("vignette") colado no pára-brisa do carro para comprovar que pagou a taxa para rodar nas auto-estradas. Sem ele, você só pode rodar nas rodovias secundárias, com limites de velocidade entre 50 e 90 km/h.
Esse vignette você pode comprar na própria fronteira. Nessa hora, quando o oficial da fronteira me informou onde era o guichê pra comprar o vignette, ele pediu nossos passaportes para controle. Apresentamos e não teve nenhum problema, ao contrário, o oficial foi muito educado e prestativo, simpático até, chegou a dar umas dicas de turismo das redondezas.
Na Suíça o vignette custou a facada de 40 francos suíços, o equivalente a 35 euros, e o vignette vale por um ano inteiro. Na Suíça a moeda oficial não é o euro e sim o franco suíço, mas o euro é aceito em praticamente qualquer lugar. Na Áustria, a regra é a mesma, mas o vignette pode valer por 10 dias, 1 mês ou 1 ano, você escolhe. Por 10 dias, custa 8 euros.

Ah, um detalhe importante: na Europa, a fiscalização eletrônica é onipresente, tem MUITO pardal por tudo - só que os limites estão mais dentro da realidade do que aqui. Porém, de maneira geral todo mundo respeita (exceção à Itália, no trânsito de lá, a gente se sente em casa, no mau sentido): na cidade, é 50 km/h onde não é indicado que é menos; nos arredores, 70 km/h; nas estradas secundárias, de mão-dupla, 90 km/h e nas auto-estradas, 130 km/h.
Esta última "vareia" de país para país: na França e na Alemanha, se não me engano, era 120 km/h, onde indicado, com a diferença que na terra do Fritz esses trechos de 120 km/h eram apenas em locais de traçado mais perigoso ou perto de cidades, depois, o limite deixava de existir... que saudade das autobahnen, aliás hehe

dflopes escreveu:- Os hotéis tinham frigobar e micro-ondas?

Depende. Alguns que ficamos tinham frigobar (a saber: Amsterdam, Munique, Innsbruck, Veneza e Florença) mas nenhum dos nossos tinha microondas não. Porém, cabe ressaltar que nosso foco foi pegar hoteis bem localizados ao melhor preço possível... então a gente abria mão de muita coisa para atingir esse objetivo.

dflopes escreveu:- Aceita cartão de creédito em TODOS os lugares?

Sim, praticamente tudo que era lugar que fomos aceitava cartão de crédito, até de débito. Só lembre de solicitar o "aviso-viagem" ao seu banco, para liberar o uso dos cartões lá fora. No Itaú vc mesmo faz pela internet. Ao usar cartões, lembre também que além do IOF, você vai concordar em pagar a cotação do euro E DO dólar do dia do fechamento do cartão (crédito) ou do dia da compra (débito).
Explico: mesmo que sua compra seja em euro, o banco trabalha com dólar. Então, a sua compra em euro será convertida primeiro para dólar (com a cotação do banco, que certamente terá o lucro deles), depois de dólar para real (de novo com lucro do banco). Então, a mordida pode ser grande!

dflopes escreveu:- Seria possível usar o mesmo chip de celular em todos os paises viajados? Tipo a Vodafone?

Cara, acredito que seja sim, desde que você escolha uma operadora que tenha cobertura em todos os países que vc visitar e/ou roaming com outras. É interessante verificar em cada país quais as frequências que a operadora desejada trabalha, para não correr o risco de ficar sem sinal. Não tenho maiores informações para te dar sobre isso porque simplesmente não utilizamos o celular a viagem toda... tiramos o chip dos nossos aparelhos, guardamos num canto da carteira e ficamos desconectados direto, comunicando só via internet mesmo - e isso quando o hotel oferecia wifi gratuita, nos recusamos a pagar para ter conexão. Apesar do receio de não ter comunicação com o Brasil em caso de emergência, isso nos fez tão bem... kkk

dflopes escreveu:Obrigado mais uma vez...

De nada cara, estamos aí pra ajudar!!

De maneira geral, use e abuse do tripadvisor.com - esse site foi o nosso guia para escolher os hoteis. Eu achava por lá os que eu queria, procurava depois nos Decolar.com e Submarino Viagens, por exemplo e comprava do mais barato. Dos hoteis que peguei, um ou dois foram no Decolar, quatro foram no Submarino, dois no Booking.com, um no Hoteis.com, outro no Easytobook.com e um direto com o hotel - algo assim.

Minha sugestão de pesquisa? Abra o tripadvisor, escolha a cidade e período desejado, ordene os hoteis encontrados por "avaliação" da comunidade - isso realmente funciona, filtre os resultados pelos melhores avaliados (eu limitei minha pesquisa aos classificados pelos usuários 5 e 4 estrelas) e depois filtre pela faixa de preço que vc deseja. Não tem erro.

Por fim, para orientar nossas visitas, eu usei um livro que recomendo muito: O Guia Criativo para o Viajante Independente na Europa (link: http://www.livrariasaraiva.com.br/produ ... a-9-edicao). Apesar de um pouco defasado nos valores, as dicas e recomendações desse livro são fantásticas, foi nossa bíblia para montar o roteiro antes de sair reservando e comprando passagens.

Abraços!
MacBook Pro Core i5 2.3 | 8 GB | 120 GB SSD + 1 TB HDD | 13.3" LED
Mac mini Core 2 Duo 2.26 | 6 GB | 500 GB | GeForce 9400M
iPad Mini | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
<<

dflopes

Avatar do usuário

Conselheiro

Mensagens: 9577

Registrado em: Sex Dez 15, 2006 2:10 pm

Localização: Belém-PA

Twitter: @

Gadget: Galaxy S3 - Xoom 2ME

Estado: Pará

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 4:29 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Mais uma vez, obrigado.
O TripAdvisor foi meu guia no planejamento à Orlando.
>Eu: Nokia 5120 > Motorola 120t > Nokia 6100+Palm Vx > Clie TJ27 > Treo 680 > Motorola V360 > Htc Kaiser Tilt > Treo 750 > HP iPaq 910c > HTC Tytn II > SE G700 Symbian UIQ > Palm Tx > Samsung Innov8 > Moto Rokr W5 > Nokia N810 > Htc Touch Dual > SE C910 > Tablet Viewsonic VPad7 > SE Satio > Palm Pre Plus > Nokia N8 > Samsung Galaxy S3 > Motorola Xoom 2 ME 8.3" 32Gb > Samsung Galaxy S4 Active ===>Samsung Galaxy K Zoom-mSD64Gb+Palm Clie TG 50-Ms2Gb+Galaxy Note 10.1 + Galaxy Tab 3 7"
> Esposa: Ericsson DH668 > Siemens C60 > Motorola V360 > Samsung i321n > >Mp11 > Moto Rokr W5 > Htc Touch Dual > Iphone 3Gs 16Gb > Iphone 4G 16Gb > Iphone 6 16Gb===>Iphone 6d 64Gb + iPad 2 16Gb
> Nós:Desktop doado/AP WIG-240/KS-330 NAS+FTP+Samba/PS3 Slim 160Gb + Notebook Vaio PCG-9201>CCE JCV-C5>HP Pavillion dv4-1130br>Del XPS m1130>Vaio Yb15AB>Macbook Air Win8>EEE 701+Viliv S5+Dell 3560 SSD128Gb HD500Gb+Asus T100 64Gb-mSD64Gb
<<

yurifranzoni

Mensagens: 340

Registrado em: Dom Nov 07, 2010 8:18 pm

Localização: Bento Gonçalves - RS

Twitter: @yurifranzoni

Mensagem não lida Qui Jul 31, 2014 4:37 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Opa, então chovi um pouco no molhado... kkk
Qualquer coisa estamos aí. E conclusão final sobre o Aquarius: sim, para o uso que foi destinado, minha compra valeu a pena :D

Abraços
MacBook Pro Core i5 2.3 | 8 GB | 120 GB SSD + 1 TB HDD | 13.3" LED
Mac mini Core 2 Duo 2.26 | 6 GB | 500 GB | GeForce 9400M
iPad Mini | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
iPhone 5S | 16 GB
<<

fcl19

Mensagens: 1

Registrado em: Sáb Mar 14, 2015 4:54 pm

Estado: Paraná

Cidade: sao jose dos pinhais

Mensagem não lida Sáb Mar 14, 2015 4:58 pm

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

dflopes escreveu:Yuri,
Onde conseguiu os mapas europeus? Tenho um gps Orange (xing-ling) que aceita Garmin e iGo. Sou usuário de longa data do Garmin por aceitar os mapas do projeto Tracksource, mas pro exterior, encontro poucos mapas.

E seria abuso demais saber seu roteiro, incluindo hoteis? Foi só europa central (Alemanha, Áustria, Suíça, etc)? Quero fazer esse roteiro em 2017 e já queria iniciar o planejamento (passagens, hotéis, alimentação pras crianças, clima ameno, etc).
Meu plano inicial é descer em Portugal (pra visitar parentes), seguir pra Espanha, oeste da França, Inglaterra, norte da França, Bélgica, Holanda e Alemanha, Leste e sul da França, de novo Espanha e termina em Portugal. Com crianças, o planejamento das paradas pra descanso e alimentação são primordiais.

enviado do S4 à 10.000 léguas submarinas!



belza amigo porque nao coloca o igo 8.4 e mais facil de achar os mapas que voce quer aqui segue um link de tutorial de como baixar e instalar o mesmo valeu espero que ajude http://dicasfcl.com.br/tutorial-como-at ... ry-gratis/
<<

D.Magliano

Avatar do usuário

Mensagens: 496

Registrado em: Sex Dez 29, 2006 2:54 pm

Localização: Rio de Janeiro - RJ

Mensagem não lida Dom Mar 15, 2015 12:50 am

Re: Opiniões sobre GPS Aquarius Discovery Channel...

Pá de ouro!!!!!
Hoje.
:: Motorola Moto G 8Gb - Android 4.4.4 ::
Ex.
:: zire m150 | Ibm Workpad C505 (m505) | Tungsten E2 | Qtek S200 | Nokia 6681 | TungstenT3 | Htc Touch | Nokia E50 | Nokia N95 | HTC Magic | E72 | Iphone 3G | Nokia N8-00 | Iphone 4 | Galaxy S3 I-9300 | Nokia Lumia 625 ::
Anterior

Voltar para GPS

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

Powered by phpBB © 2000-2007 phpBB Group & Designed by ST Software for blacklist.org. Traduzido por: Suporte phpBB
phpBB SEO
Política de Privacidade