Mensagem não lida Dom Jun 26, 2016 6:45 am

As novidades (YouTube/Facebook) p transmitir vídeos ao vivo

Google, Facebook, Twitter e Amazon estão brigando para dominar o setor de vídeos ao vivo, considerado o futuro do streaming. Durante o evento VidCon, YouTube e Facebook anunciaram novidades nessa área.

Imagem


YouTube

O YouTube enfim permitirá transmissões ao vivo a partir de seus apps oficiais para iOS e Android. Até o momento, isso estava restrito a certos smartphones da Samsung. O recurso virá primeiro para alguns canais mais famosos, e deve ser oferecido a todos os usuários em breve.

Como explica o VentureBeat, basta tocar em um botão vermelho na parte inferior da tela, tirar uma selfie para a miniatura do vídeo, e começar o livestream. Você pode notificar os usuários que assinam seu canal, e também ativar o chat. Esta é a tal alternativa ao Periscope – chamada internamente de YouTube Connect – que surgiu em rumores.

Imagem


O YouTube vem fazendo transmissões ao vivo desde 2009. Ainda assim, eles perderam a chance de se tornarem a principal plataforma de livestream – em vez disso, as pessoas estão usando o Periscope (do Twitter), o Twitch (comprado pela Amazon) e o Facebook Live.

E o Facebook vem apostando pesado em vídeo ao vivo, distribuindo mais de US$ 50 milhões entre 140 empresas de mídia (BuzzFeed, New York Times, CNN), times de futebol (FC Barcelona, Real Madrid) e celebridades.

Facebook

A rede social tem três novidades para vídeo ao vivo: duas pessoas poderão participar da mesma transmissão; será possível agendar livestreams; e usuários poderão usar o MSQRD e suas máscaras para tanto.

Como explica o TechCrunch, a transmissão com duas pessoas permitirá realizar entrevistas ao vivo, ou até mesmo duetos. Este recurso chegará no terceiro trimestre para páginas verificadas, e depois será distribuído a todos os usuários.

O Facebook também terá agendamento de livestreams, e um contador que mostra quanto tempo falta para a transmissão começar. É algo que você já deve ter visto no YouTube; como a rede social quer se tornar o principal destino de vídeos na internet, esta é uma lacuna que precisava ser fechada.

Imagem


E, por fim, o MSQRD: o Facebook comprou este app – que insere filtros no seu rosto, tal qual o Snapchat – e vai atualizá-lo para que você possa transmitir vídeos ao vivo nele. Dessa forma, será possível aplicar máscaras virtuais durante o livestream.

Usuários do Facebook assistem a 100 milhões de horas de vídeo por dia. A aposta é que vídeos ao vivo aumentem o engajamento, fazendo com que as pessoas visitem a rede social por mais tempo e com mais frequência. É também uma forma de tornar menos indolores os anúncios em vídeo, que costumam ser mais rentáveis.

fonte: Gizmodo